Clube do Livro, Conhecendo novos livros, Desafio Literário 2016, Dica de Livro, dicas de livro, Editora Giostri, Evento, lançamento, Lançamentos, Lista Literária, Literatura Juvenil, Literatura Nacional, Nacional, Notícias, Novidades, Próximas resenhas, romance, romance nacional, Romance/Drama, Uncategorized

LANÇAMENTO DA SEMANA: O GAROTO DA JANELA AO LADO

No último final de semana, eu, Joana, saí do Rio direto para Campinas, para prestigiar o lançamento do livro de uma grande amiga, a Tatiane Pinheiro de Souza. Continue lendo “LANÇAMENTO DA SEMANA: O GAROTO DA JANELA AO LADO”

Adaptação Literária, Conhecendo novos livros, Desafio Literário 2016, Dica de Livro, Lista Literária, Literatura Juvenil, Personagens, Resenha, Resenhas, romance, romances, Uncategorized

A seleção

MG_4427a

Sempre gostei muito de histórias de príncipes e princesas. Mesmo com os finais clichês, essas histórias foram as responsáveis por muita coisa na minha vida. Continue lendo “A seleção”

Conhecendo novos livros, Conhecendo o autor, Continuação, Desafio Literário 2016, Dica de Livro, dicas de livro, Editora Novo Conceito, Lista Literária, Literatura Juvenil, Projeto Literalialista, Rapidinhas, Resenha, Tem Açúcar?

Dente por dente

Eu falei que voltava, não foi?! Agora vocês vão conhecer o outro livro da trilogia “Olho por Olho”, o “Dente por dente”.

Continue lendo “Dente por dente”

Conhecendo novos livros, Conhecendo o autor, Dica de Livro, Editora Novo Conceito, Lista Literária, Literatura Juvenil, Novidades, Projeto Literalialista, Resenha

Olho por olho

Não faz muito tempo, eu falei aqui sobre a autora Jenny Han (a autora do livro “Para todos os garotos que amei”).

image

Continue lendo “Olho por olho”

Conhecendo novos livros, Conhecendo o autor, Continuação, Desafio Literário 2016, Dica de Livro, dicas de livro, Lista Literária, Literatura Juvenil, Personagens, Próximas resenhas, romance, Tem Açúcar?, Uncategorized

Vamos falar sobre Jenny Han?

Apesar de ela ser bem conhecida no mundo literário, euzinha só conheci Jenny Han quando vi pela primeira vez o livro “Para todos os garotos que já amei”. Continue lendo “Vamos falar sobre Jenny Han?”

Adaptação Literária, Adaptações, Cinema, Conhecendo novos livros, Dica de Livro, Filmes, Lista Literária, Literatura Juvenil, New Adult, Personagens, romance, Romance/Drama, romances, Uncategorized

Simplesmente Aconteceu!

images
Ah, amigos, com essa onda de natal e ano novo, os amigos secretos começaram né. E aí eu, logo eu, fui dar a sugestão de fazer o amigo secreto no trabalho. CLARO que pedi um livro. E o que ganhei de presente?
SIMPLESMENTE ACONTECE! E hoje é ele que vou indicar para vocês. O livro conta a história de dois melhores amigos de infância, Alex e Rose. Eles se apaixonam, mas muitas coisas acontecem no meio do caminho deles. Ou seja, o final feliz que a gente tanto presume que vai rolar, e aquele romance super água com açúcar, acaba não sendo tão presumível assim nesse livro lindo da Cecília Ahern. O livro deu origem ao filme de mesmo nome. O trailer e a sinopse do livro vocês conferem aqui!
Continue lendo “Simplesmente Aconteceu!”

Literatura Juvenil

Divergindo sua mente!

Divergente – Uma escolha pode te transformar.

Autora:  Veronica Roth. | Editora: Rocco |Categoria: Literatura JuvenilDivergente Veronica Roth

divergente
Minha principal reclamação com relação a este livro é como foi que eu demorei tanto tempo para lê-lo. Comprei o livro porque me apaixonei pelo trailler mas agora estou cheia de medo de assassinarem a histórias nos cinemas.
Antes de qualquer coisa também, quero que saibam que se você gosta da trilogia “Jogos Vorazes”, você com toda certeza será arrebatado na brilhante trilogia de Veronica Roth. Demorei cerca de 1 semana para finalmente parar e escrever essa resenha e mesmo assim, minha mente ainda está dando 1001 voltas imaginando o que mais podemos esperar dessa história.
Veronica Roth nos apresenta uma história rica nas quais somos apresentados as facções: Abnegação, a Amizade, a Audácia, a Franqueza e a Erudição.
Cada pessoa, ao chegar aos 16 anos, deve passar por um teste no qual conhecerá qual facção deverá seguir para o resto da vida, sem nenhuma chance de troca ou algo parecido. Amo histórias nas quais a mocinha é forte e decidida e não precisa de homem nenhum para socorrê- la; ela vai lá faz o serviço e ainda salva o mocinho. Dito isso, venha se apaixonar por Beatrice, ou melhor, Tris. A mocinha é, até o momento, parte da “Abnegação” (Que valoriza o altruísmo acima de tudo. Os membros Abnegação são forçados a rejeitar uma vida de vaidade e auto-indulgência. O foco de suas vidas estarão em servir os outros em vez de si mesmo. Possui uma grande rivalidade com a Erudição.) e agora, chegou o momento na qual ela passará pelo teste e irá para a cerimônia de escolha. Mas Tris é surpreendida no teste ao saber que ela não se adapta a nenhuma delas, mas a várias delas e isso significa que ela faz parte de um grupo chamado de “Divergentes” e que ela deve guardar esse segredo a todo custo. Tris sente que não se encaixa na facção em que ela cresceu e, durante uma luta interna, ela escolhe ir para a mais ousada das facções, a “Audácia” (Consideram a virtude da coragem acima de qualquer outra, como tal, eles treinam para lutar e usar armas para preparar seus corpos para responder às ameaças e desafios, o que é necessário se quiserem sobreviver à vida a beira do perigo.). A partir daí, somos sugados a preparação da heroína para pertencer a facção e também na descoberta do amor (ah, o amor) por um dos seus instrutores, o misterioso “Quatro”.
Quando você começar a pensar que o livro seguirá apenas esse rumo, há uma reviravolta com os sistemas dos testes e na política das divisões das facções. Nesse momento, você já estará totalmente envolto na história e nos massacres que a cercam e vai começar a se desesperar porque o livro não tem mais de 500 páginas. Então, de repente, acaba! Assim como eu, você vai correr para comprar o segundo volume (Insurgente) e vai mergulhar no mundo das facções e contará os segundos para a estreia do filme (Março/2014 nos EUA e aqui no Brasil em Abril/2014).

Há décadas, nossos antepassados perceberam que a culpa por um mundo em guerra não poderia ser atribuída à ideologia política, à crença religiosa, à raça ou ao nacionalismo. Eles concluíram, no entanto, que a culpa estava na personalidade humana, na inclinação humana para o mal, seja qual for a sua forma. Dividiram-se em facções que procuravam erradicar essas qualidades que acreditavam ser responsáveis pela desordem no mundo.

                                      Os que culpavam a agressividade formaram a Amizade
                                      Os que culpavam a ignorância se tornaram a Erudição 
                                      Os que culpavam a duplicidade fundaram a Franqueza
                                      Os que culpavam o egoísmo geraram a Abnegação
                                      E os que culpavam a covardia se juntaram à Audácia

Trabalhando juntas, as cinco facções têm vivido em paz há anos, cada uma contribuindo com um diferente setor da sociedade. A Abnegação supriu nossa demanda por líderes altruístas no governo; a Franqueza providenciou líderes confiáveis e seguros no setor judiciário; a Erudição nos forneceu professores e pesquisadores inteligentes; a Amizade nos deu conselheiros e zeladores compreensivos; e a Audácia se encarrega de nossa proteção contra ameaças tanto internas quanto externas. Mas o alcance de cada facção não se limita a essas áreas. Oferecemos uns aos outros muito mais do que pode ser expressado em palavras. Em nossas facções, encontramos sentido, encontramos propósito, encontramos vida. Longe delas, não sobreviveríamos.

(DIVERGENTE. Capítulo 5. Páginas 48, 49 e 50)

Comprar – Saraiva
Comprar – Fnac

Sinopse Oficial: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.