Chick-Lit, Chick-Lits, Resenha, Resenhas, Uncategorized

Um sofá acompanhado de risadas.

Pra quem não sabe, eu sou uma fã incondicional da Audrey Hepburn. Lembro até hoje quando um tio me deu ‘Bonequinha de Luxo’ de presente e disse que esperava que eu me apaixonasse pelo filme e pela atriz. Dito e feito!

Anos depois, eis que me deparo nas prateleiras com um livro que falava da diva do cinema e ainda era um chick-lit, e não pensei duas vezes. E que doce surpresa!

download-1Sinopse: “A atriz Libby Lomax encontrou seu refúgio no mundo dos filmes clássicos, nos quais as deusas imortais favoritas da tela parecem oferecer muito mais romance do que a vida real. Depois de um dia terrível no set de filmagens, onde ela passou a maior vergonha de todos os tempos na frente do elenco inteiro e, pior, do astro sexy e notório bad boy Dillon OHara, tudo o que Libby consegue fazer é se jogar no sofá e assistir a Bonequinha de luxo pela milionésima vez. De repente, ela se surpreende ao ver a estrela do cinema, Audrey Hepburn, sentada bem ao seu lado, em seu vestidinho preto, clássicos óculos escuros e cigarrilha vintage, cheia de conselhos para dar. Mas será que Libby realmente é capaz de transformar sua vida de fracasso em um incrível blockbuster? Talvez, com um pouquinho da ajuda mágica de Audrey, ela até consiga.”

Sabe aqueles dias em que nada, mas absolutamente nada dá certo? Libby tem dúzias desses durante o mês. Sua vida familiar, profissional e amorosa é um completo desastre. O pai largou a mãe pra se dedicar à um livro que até hoje não saiu do papel. A mãe resolveu que só a carreira de Cass (a irmã mais nova, mais linda, mais loira e mais gostosa .. e que não pensa em ninguém além dela) que valia seu precioso tempo.
E na vida profissional .. bem, ela finalmente tinha tido a oportunidade, mesmo que seu papel era de apenas uma fala e disfarçada como um verruguento e nojento alienígena mas era um papel né? Mas o nervosismo e a irritação a fazem abordar o astro do momento Dillon O’Hara da pior forma possível.
Então, aquele dia, tinha sido um dos piores, até o momento!

Mas como desgraça pouca e bobagem, ela chega no seu mais novo apartamento (um ovo mas fazer o que, ela já reclamou bastante durante o dia) e descobre que os móveis que ela escolheu com tanto cuidado e amor, foram trocados, e no lugar tem apenas caixas e mais caixas e um sofá gigante Chesterfield fedendo à cachorro molhado.

Então não seria nada estranho, a diva que ela idolatra desde a infância, Audrey Hepburn, aparecer em pessoa (ou seria fantasma) sentada de maneira majestosa no seu sofá. Não é?

Se sua vida já estava confusa, a partir daquele momento, ela não esperava – nem se espantava – com mais nada!

Holly 2

Audrey então assume meio que um papel de fada madrinha de Libby, que aos 29 anos, se encontra tão perdida que nem estranha – tanto – o fato da diva do passado, estar dando conselhos sobre o que fazer da vida. E todas as características que estamos acostumadas a presenciar nos filmes de Audrey, estão tão bem escritas nas páginas desse livro, que chega ser emocionante pensar como seria se ela estivesse viva até hoje.

” -Todo mundo tem pontos fortes. Até mesmo você. Especialmente você.”

Libby se encontra estagnada na vida, deixando tudo e todos passarem por cima dela, lutando por um carreira que, honestamente, eu acho que ela nem ama tanto assim.

Em paralelo, temos os outros personagens. A família de Libby é um desastre completo. Não sabia se odiava mais a mãe, a irmã ou o pai. A dupla feminina faz Libby de gato e sapato, enquanto o pai esquece completamente da sua presença. Misericórdia!
Mas ela pode contar com os amigos, e é aí que entra Nora e Olly, o casal de irmãos que ela conheceu quando tinha 13 anos em uma das audições e que viraram presenças indispensáveis em sua vida! Olly, te amamos!

E nesses altos e baixos, com amor e sem amor, e com sábios conselhos de Audrey, vamos acompanhando Libby e sua tentativa de tentar dar um rumo pra própria vida e ser feliz com os caminhos escolhidos.

A gente sabe que Sophie Kinsella é a rainha dos chick-lits e suas personagens desastradas já são conhecidas e amadas pelo público, mas Holly consegue nos prender em sua história, com uma personagem desastrada e agrada em cheios os fãs do gênero. As risadas são garantidas!

” – E você sabe do que mais me orgulho? De não deixar nada me assustar. Eu não era qualificada para fazer par com Gregory Peck. Não era boa o suficiente para dançar com Fred Astaire. Mas mergulhei de cabeça e dei o meu melhor, porque essa é a única maneira de uma mulher encontrar o seu lugar neste mundo.”

Uma noite com Audrey Hepburn é uma ótima escolha pra quem ama o gênero e quer uma autora nova para se apaixonar.
A gente acaba se identificando com os conflitos da personagem porque são tão atuais e tão sinceros que é impossível você sair da leitura e não soltar um sorriso de identificação! A gente percebe que o dilema de se achar gorda demais, ou feia demais, de achar que tá fazendo tudo errado e que nunca vai ser feliz; não é exclusivamente nosso. Deu pra entender? Mais é aí, que a vida resolve surpreender, e a gente vai descobrindo que, a felicidade vem sim de onde a gente menos espera! Que recuar e se descobrir é saudável e não importa se você se acha velha demais pra isso. Que amizades e laços, surgem de onde a gente menos espera e que são essas pessoas que vão te encorajar a perseguir seus sonhos ou estarão apenas ali ao seu lado, em silêncio te fazendo companhia. Você pode ser feliz seguindo o coração, e não mal nenhum nisso!

IMG_20170307_123721406.jpg

Título: Uma noite com Audrey Hepburn | Autora: Lucy Holliday | Editora: Harper Collins | Páginas: 272

Vale ressaltar que se trata de uma trilogia e o segundo e terceiro livro já foram lançados pela editora!

uma_noite_com_audrey_dani_que_disse5.png

Assinatura Bianca Senna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s