Resenha, Resenhas, Uncategorized

O ponto de vista masculino que me conquistou!

Narrativas com o ponto de vista masculino nunca foram minha praia, nunca fui fã, tenho que confessar. E foi com esse pensamento que eu ganhei Atraído da Emma Chase tem uns dois anos.

Enrola de cá, passa outro na frente de lá; eu resolvi dar vez pra capa com um homem de tanquinho. E, parece clichê o que eu vou dizer, que surpresa!


Sem exagero nenhum, Drew tem uma das histórias mais divertidas que eu já li até hoje! Toda página que eu ia lendo, eu conseguia notar o motivo que levou Emma Chase a ganhar o título de uma das maiores revelações literárias de 2013!

capaTítulo: Atraído
Autora: Emma Chase
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 272
Sinopse: Drew Evans venceu na vida. Charmoso e arrogante, ele fecha negócios milionários e seduz as mulheres mais lindas de Nova York apenas com seu sorriso. Seus amigos são leais e sua família o apoia. Então porque ele está trancado em seu apartamento há sete dias, terrivelmente deprimido? Ele dirá que está gripado, mas isso obviamente não é verdade. Katherine Brooks é uma mulher linda, inteligente e ambiciosa, que não deixa nada nem ninguém distraí- la de sua busca pelo sucesso. Ela foi contratada pela empresa de investimentos do pai de Drew, o que vira a vida do rapaz de cabeça para baixo: a competição com ela o estressa, sua atração por ela o distrai e suas investidas fracassadas o frustram. Logo quando Drew achava estar próximo de ter tudo aquilo que queria, seu excesso de confiança põe tudo a perder. Será que ele conseguirá enfrentar os contratempos e vencer o verdadeiro desafio de sua vida: o amor?
Antes de falarmos da história, vamos falar sobre essa capa. Senhoras e senhores, que capa maravilhosa é essa? Esse moço sozinho nessa cama tão espaçosa ..

Enfim, falando série agora, vamos começar falando de Emma Chase, a autora. Por ser uma narrativa masculina escrita por uma mulher, a gente tem em mente um livro mais sério com pensamentos mais pornográficos beirando a chatisse. Nananinanão! Emma criou uma história um pouco fora do convencional mas com uma narrativa tão envolvente, despretenciosa e cativante que eu não sei nem começar a descrever de forma exata para você! Logo nas primeiras páginas, a gente já é arrebatada pelo Drew Evans  e sua personalidade bem humorada.

“Vamos congelar a cena aqui por um segundo. Para as moças que estão escutando, me permitam-me lhes dar alguns conselhos de graça: se um cara que você conheceu num bar te chamar de amor, querida, anjinha ou qualquer outro apelido carinhoso, não ache que ele está tão a fim de você que já está pensando em nomes para seus animais de estimação. Ele faz isso porque não consegue ou nem quer tentar lembrar seu nome.”
(Página 14)

Ele é tudo que toda mulher sonha (rico, bem-sucedido, inteligente e lindo) mas, como ninguém e perfeito, ele é bom na arte da conquista e extremamente convencido. Com casos de uma noite, ele é adepto da filosofia do ‘pega mas não se apega’.
Porém, não vai pensando que ele é um total cafa, pois ele não é! Sério! Conforme a história vai ‘andando’, vamos notando mais do que mesmo gostaria de admitir logo no começo!

Então, para abalar sua vida calma, serena e tranquila; ele conhece Kate Brooks.  Ela por sua vez lutou muito por um espaço na concorrida e famosa empresa de Drew; vindo de uma família simples, ela leva a vida com certa tranquilidade e está noiva de Billy, seu namorado desde a época do colegial. Apesar da aparência de boazinha, ela joga tão sujo quanto Drew para conseguir a atenção do chefe e o direito a uma disputada conta que vai fazer sua carreira decolar (já que no quesito relacionamento, ela vê seu relacionamento de 11 anos esfriando e indo pra lugar nenhum).

Então, chegamos ao ponto em que Drew está trancado em casa, sofrendo, e reclamando da desgraça que aconteceu em sua vida! E ele nos convida – literalmente – a percorrer os meses que antecederam esse terrível momento em que ele vive.

dh7trs
O começo dos dois é como cão e gato: eles se odeiam -aparentemente -, mas tem que conviver e trabalhar juntos. E é aí que tem início a desconstrução da opinião um do outro sobre o outro e o início do relacionamento intenso que deixou Drew devastado quando terminou.

E então, Kate e Billy se desentendem, clichê mas de uma forma nada convencional.É a oportunidade para Drew entrar em cena e descobrir que, além de sexo, Kate pode representar muito mais pra ele; que eles podem ser amigos, companheiros de verdade – coisa que ele nunca sentiu antes. Então,vemos o casal passando pelo desejo, raiva e competição até se tornarem amigos.

“Os caras conversam com seus amigos sobre sexo. E se um cara te diz o contrário? Dê o fora nele, pois está mentindo para você.”
Página 26

Mesmo com cenas de sexo, a autora poderia pecar pelo excesso e cair na armadilha de outros livros hot que nos apresentam cenas mais pesadas e com detalhes que deixariam até uma terapeuta sexual envergonhada. Mas Emma conseguiu manter a suavidade da história até mesmo nesses momentos. Nos fazendo suspirar ao invés de passar a página.

” – Você não me conhece. Não sou tensa. – Ah, por favor. Nunca vi uma pessoa precisar transar tanto como você. Não sei o que o seu noivo está fazendo contigo. Mas o que ele estiver fazendo, não está fazendo direito.”

Atraído - Emma Chase - 02

Além disso, temos os demais personagens que são um verdadeiro achado para toda a narrativa. Temos Alexandra, irmã de Drew e mãe da doce Mackenzie – que é a menina dos olhos do nosso querido mocinho.

“A expressão TUDO BEM é engraçada, não acha? Não acredito que exista outra que signifique tanto, quando na verdade não quer dizer nada. Quantas esposas já disseram para seus maridos “Está tudo bem”, quando na verdade queriam dizer “Quero cortar seu saco com um facão”? Quantos homens já falaram para suas namoradas “Tudo bem com sua aparência”, quando na verdade queriam dizer “Você tem que voltar para academia e malhar – muito”. É o modo universal de falar apenas que estamos ótimos – quando na verdade é o oposto disso.”
Página 70.

Com mais de 200 páginas, eu ri infinitas vezes com a história dos enrolados mas apaixonados Drew e Emma. Ver como a primeira impressão que temos do mocinho se desmorona conforme ele vai contando sua história é tão cativante e ao mesmo tempo tão
‘real’, que eu permaneci com algumas cenas vivas na memória mesmo depois de ter lido outros livros (destaque para a cena de ação de graças, pelo amor!). Notar como Kate, decidida e inteligentíssima, consegue cativar em meio a desgraça de Drew, demonstra que Emma Chase não queria escrever apenas mais 1 livro mas sim escrever uma história tão envolvente que jogou por terra os meus pré-conceitos sobre ponto de vista masculino.

Depois de tanto tempo fugindo dos romances hot, eu volto para o gênero com essa adorável narrativa, que pode beirar o clichê em alguns momentos mas que me fizeram continuar com esperança que não vamos ver mais CEO’s parecidos com Christian Grey ganhando as prateleiras como coelhos se reproduzindo!

Sobre a série.

saga1

Atraído é o primeiro volume da série TangledAtraído, Enroscado, Domado(que narra a história de um casal de amigos de Drew e Kate), e Tied.

Assinatura Bianca Senna

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s